VEJA NESTE BLOG

OUÇA! FAZ BEM AO CORAÇÃO.

AS REENCARNAÇÕES DE CHICO XAVIER

AS REENCARNAÇÕES DE CHICO XAVIER


De acordo com o livro “Chico, Diálogos e Recordações…”, escrito por Carlos Alberto Braga Costa a partir das memórias de Arnaldo Rocha, podemos anotar algumas das reencarnações do amigo Chico Xavier. Na tabela abaixo temos a ordem das reencarnações que remontam ao Egito a aproximadamente 3500 anos atrás até os dias de hoje, as páginas do livro que contém estas informações, bem como o local, nome e data de cada reencarnação.À questão de tres meses atrás, entrevistado no site “Espiritismobh” pelo Marcelo Orsini, relatei-lhe um assunto : Chico em um diálogo comigo, 63 anos atrás, revelou-me que após a publicação do Parnaso de Além Túmulo, foi presenteado com um Livro dos Espíritos, lendo este livro encontrava palavras que lhe eram desconhecidas e se fez presente um senhor muito gentil que lhe explicava o significado das palavras.
Segundo Arnaldo Rocha no blog http://dialogos.wordpress.com/chico-xavier-suas-vidas/:
Alguém presenteou-lhe com um livro no qual constava um retrato do Sr. Allan Kardec.
Apanhando o Livro dos Espíritos para estudos, sua videncia registrou a presença do tal senhor, acanhadamente teve vontede de perguntar quem ele era, o senhor se apresentou como Allan Kardec e estabeleceu-se o diálogo a seguir:
“… Meu jovem assim como seja na casa do Sr. Roustan, ou na do Sr.Japhet -seu pai-uma ou duas vezes por mes reuniamos para que o Espírito Verdade fizesse a revisão do Livro dos Espíritos, aconselhando a publicação com o material já existente…”
O Livro dos Espíritos, edição de 18/abril/1857, constava de 03 livros, com 501 questões e 430 e poucas complementares. A publicação do livro de 18/março/1860 consta de 04 livros com 1019 questões e 230 e poucas complementares.
Chico falou-me que ele não tornou a rever o espírito do Sr. Allan Kardec após esse encontro.
No diálogo mantido com o Sr. Allan Kardec, Chico emocionou-se muito com as suas palavras nas quais foi-lhe revelado que ele era a jovem Ruth Celina Japhet.
O Sr. Kardec sempre teve muito cuidado em omitir de um modo geral os médiuns que foram os colaboradores do Livro dos Espíritos.
Napoleão III com as suas idéias estranhas recebeu o apoio da Igreja desprezando tudo aquilo que a Revolução Francesa havia apresentado ao povo frances: Liberdade, Igualdade e Fraternidade.
Havia naquela época na França por ordem do Napoleão III uma perseguição aos judeus.
O Sr. Japhet e a família emigraram para Barcelona-Espanha. Todavia lá também havia a perseguição aos judeus. Trocaram o nome de família.
Chico falou-me que eu nunca deveria comentar essa questão com ninguém.
Duas personalidades totalmente distintas, o Sr. Kardec, espírito frio, analitico e cuidadoso, haja visto que ele apresentava uma consulta a determinado médium-um Espírito dava-lhe uma resposta; ele consultava mais nove médiuns, benfeitores diferentes,para averiguar a realidade da primeira resposta recebida.
Todavia preocupado com as fantasias que surgiram ultimamente relatei esse assunto certa vez com Honório Onofre de Abreu e ele aconselhou-me manter-me em silencio .
Sendo entrevistado pelo Marcelo Orsini ocorreu-me a idéia de relatar esses fatos com vista as fantasias que Chico xavier seria reencarnação de Allan Kardec…
Chico, criatura simples, humilde, terna e mística.
Espero ter esclarecido essa questão e coloco-me a disposição para todo e qualquer diálogo.
(Arnaldo Rocha-09/11/2009) VER QUADRO ABAIXO: